ASSOCIAÇÃO DE UNIVERSIDADES AMAZÔNICAS

ASOCIACION DE UNIVERSIDADES AMAZONICAS

ASSOCIATION OF AMAZONIAN UNIVERSITIES

 

Teses

 

Redes do Envelhecimento em uma Sociedade Pesqueira do Estuário Amazônico

Autora: Vera Lucia Scaramuzzini Torres

 

 

RESUMO:  Milhares de famílias na região Amazônica dependem, direta ou indiretamente, da pesca. Gerações têm produzido um modo de vida e um campo societário definidos aqui como correspondendo às sociedades pesqueiras. Estes agrupamentos experimentam uma série de alterações de natureza econômica, tecnológica e ambiental que interfere nos sistemas de organização e hierarquia internas. Os grupos de idade e sexo estão sendo afetados diferencialmente por essas mudanças dificultando os esquemas de reprodução social e cultural. O estudo sócio-antropológico dos processos de envelhecimento e de percepção da velhice dentro de sociedades pesqueiras permite inferir a dinâmica geral da sociedade envolvente e sua interferência nas mesmas. As especificidades do envelhecimento em Abade, uma sociedade pesqueira do estuário amazônico, foram focalizadas em relação a socialização, percepção da saúde, divisão social do trabalho, inserção na família e a interferência das mudanças ambientais no processo de envelhecimento. A antropologia da pesca é a referência e  suporte teórico para a compreensão de tópicos em uma sociedade onde as pessoas  pescam em um ambiente físico e social bastante heterogêneo e incerto. Com o auxílio desse campo de conhecimento é problematizado neste trabalho, o envelhecimento como um elemento fundamental de reorganização da sociedade, do trabalho, da família e das categorias de idade nas sociedades pesqueiras. Na atualidade, a região do estuário onde Abade localiza-se é objeto de discussões acerca da problemática ecológica, do esgotamento dos recursos pesqueiros em razão da pesca predatória e outras ameaças ao ambiente. No estudo sobre Abade foi enfatizada, dentre as modificações que ocorreram na pesca, a introdução do gelo como o principal agente de mudança, pois propiciou enfrentar a incerteza quanto a perecibilidade do pescado. Também, pescadores de outros locais transitam por Abade e interferem na  organização da pesca tradicional e na vida social. Os mais velhos ancorados na suas experiências e conhecimentos continuam orientando a família nos uso dos recursos, desempenhando importantes papéis familiares e no cotidiano da pesca. A transferência intergeracional dos valores da aposentadoria propicia importantes transformações na vida familiar, o velho pode ser agora protegido não apenas em função da reciprocidade esperada por parte dos filhos, mas sim em função dos repasses por ele feitos para a família. As redes do trabalho foram compostas a partir da apropriação dos recursos pesqueiros pressupondo uma conexão bastante estreita com as redes familiares, marcadas pela mobilidade geográfica e dos processos de mudanças no modo de vida. O estudo do envelhecimento em uma sociedade pesqueira propiciou transpor obstáculos da diferentes visões que permeiam o envelhecimento, reconhecer e perceber a diversidade dos grupos sociais e de gênero na esfera do envelhecer humano buscando situá-lo no contexto histórico econômico, social e cultural singular.

 

 

Abstract: Thousands of families in the Amazonian region depend on the fishery, direct or indirectly. Generations had produced a way of life and a society field here defined as corresponding to fishery societies. These groupings experience a series of alterations of economic, technological and environmental nature, which interfere in the organization systems and internal hierarchies. The group of sex and age are being affected in different ways for these changes, difficulting the arrangement of social and cultural reproduction. The socio-anthropological study of aging processes and of perception of the old age into fishery societies allows us to deduce the general dynamic of the involving society and its interferences in the same. The specificities of aging in Abade, a fishery society of the Amazonian estuary, were focused with regards to the health socialization and perception, social division of work, insertion in the family and the interference of environmental changes in the process of aging. The fishery anthropology is the reference and technical support to the understanding of topics in a society where people fish in a physical and social environment quite heterogeneous and uncertain. As aid of this knowledge field, are problematized in this work, the aging as a fundamental element of re-organization of society, work, family and the categories of age in the fishery societies. Nowadays, the estuary region is object of discussions about the ecological problematic of the depletion of fishery resources by reason of the predatory fishing and others threats to the environment. In the study about Abade, we emphasize from among the modifications occurred in the fishery, the introduction of the ice in the universe of fishery which was for Abade fishermen the main agent of change, because it has propitiated to confront the uncertainty for that matter of perishability of the fish. Moreover, fishermen from other places, pass over Abade and interfere in the organization of traditional fishery and in the social life. The oldest people based in their experiences and knowledge remains guiding the family in the use of the resources, playing important family roles and in the fishery daily routine. The inter-generational transference of retirement values provide transformations in family life, the old man can now be protected not only in terms of the reciprocity waited by the sons, but in terms of the going-over made for him to the family. Work nets were composed from the appropriation of fishery resources presupposing an ample close connection with family nets marked by geographical mobility and by the processes of changing in the way of life. The study of the aging in a fishery society provided to hurtle obstacles of the different visions which permeate the aging, to recognize and to understand the diversity of social and gender groups in the scope of human aging, seeking to situate it in the historical, economical, social and unique cultural context.

Trav. 3 de Maio 1573 - São Braz

Cep: 66063-390  Belém - Pará - Brasil

Telefone/Fax: (55-91) 3229-4478

 

 

 

 

 

Fale Conosco: