Celina Maria Colino Magalhães concluiu o doutorado em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo em 1995. Atualmente é Professora Associada IV da Universidade Federal do Pará , coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento, no período de mar. de 2011 a fev. 2015 e Vice coordenadora do Grupo de Trabalho Brinquedo, aprendizagem e saúde na ANPEPP. Ministra disciplinas na Faculdade de Psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento. Publicou 45 artigos em periódicos especializados e 105 trabalhos em anais de eventos. Possui 17 capítulos de livros e 6 livros publicados. Possui 59 itens de produção técnica. Participou de 24 eventos no Brasil. Orientou 27 dissertações e 6 teses, além de ter orientado 28 trabalhos de iniciação científica e 38 trabalhos de conclusão de curso de graduação na área de Psicologia. Recebeu uma homenagem por orientação de trabalho premiado. Atualmente coordena 2 projetos de pesquisa. Atua na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento Humano. Em suas atividades profissionais interagiu com 141 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Em seu currículo Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Brinquedoteca, Brincadeiras, Desenvolvimento infantil, Crianças pré-escolares, Creche, Interação, Crianças, Brincadeira de Rua, Diferença de gênero e Educadoras, crianças e idosos em instituições, relação mãe-bebê em situação de cárcere..

Fernando Augusto Ramos Pontes possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Pará (1986), mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento pela Universidade Federal do Pará (1990) e doutorado em Psicologia (Psicologia Experimental) pela Universidade de São Paulo (1996) e pós-doutorado pela Universidade de Brasília (2002) e pela Technischen Universität Dortmund - Alemanha (2012). Atualmente é professor associado IV da Universidade Federal do Pará, vinculado ao Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento e ao Programa de Pós-graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento. Coordena em conjunto com mais 3 professoras o Laboratório de Ecologia do Desenvolvimento no qual desenvolve pesquisas na área da Ecologia do Desenvolvimento Humano, atuando principalmente nos seguintes temas: relacionamento social, redes de relacionamento, parentalidade, coparentalidade, cultura de pares, cultura da brincadeira, brinquedos e brincadeiras tradicionais. Essas temáticas são investigadas preferencialmente em contextos de desenvolvimento na amazônia tais como a população ribeirinha, na família, no contexto de rua, as relações de pares em escola de inclusão educacional e instituição de abrigo e brinquedoteca.

Lília Iêda Chaves Cavalcante Ecologia do cuidado: Interações entre as crianças, o ambiente, os adultos e seus pares em instituição de abrigo. 2008. Tese (Doutorado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Universidade Federal do Pará.
Orientadora: Celina Maria Colino Magalhães.

Simone Souza da Costa Silva. Estrutura e Dinâmica das relações familiares de uma comunidade ribeirinha da região amazônica. 2006. Tese (Doutorado em Psicologia) - Universidade de Brasília.
Orientadora: Julia Bucher Maluske