Genética e biologia Molecular

Programa de pós-graduação em Genética e Biologia Molecular - PPGBM
Objetivos do programa na última coleta CAPES:

A Amazônia é a região do planeta onde se encontra a maior riqueza em biodiversidade e representa uma das últimas fronteiras mundiais de desenvolvimento. No entanto, este tem ocorrido, de modo geral, por meio de uma ocupação humana e economia desordenadas, resultando na devastação de ambientes naturais nesta região. Por outro lado, apenas uma pequena fração da diversidade biológica existente na Amazônia tem sido investigada do ponto de vista científico, o que pode ser atribuído em parte às dificuldades de acesso à região e consequente isolamento da mesma, além da reduzida disponibilidade de pessoal capacitado para as demandas de pesquisas especialmente na área da biologia e para a busca soluções necessárias para a realização de mudanças na realidade social de populações humanas que habitam esta região. Além disso, essas populações, incluindo as indígenas, tem dificuldade de acesso a sistemas de saúde, e a região como um todo apresenta doenças infecciosas, como a malária e a dengue, que podem ser estudadas geneticamente a partir do hospedeiro, vetor ou patógeno.

Neste cenário, o PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GENÉTICA E BIOLOGIA MOLECULAR (PPGBM) da Universidade Federal do Pará (UFPA) têm como objetivos gerais: promover a formação de profissionais da área de Ciências Biológicas e áreas afins, preparando-os como docentes e pesquisadores, buscando a melhoria da qualidade do ensino e o progresso do conhecimento, com aplicações diretas ou indiretas ao desenvolvimento nacional e à melhoria de condições de vida, particularmente dos habitantes da região Amazônica e a conservação da biodiversidade, ecossistemas e recursos naturais. Mais especificamente, o Programa se propõe a formar recursos humanos em nível de MESTRADO E DOUTORADO, com treinamento em técnicas de biologia molecular e com visão voltada para a solução dos problemas regionais e nacionais, de modo a liberar no mercado profissionais dotados de instrumental para resolver questões ligadas principalmente à problemática amazônica, e que possam ser absorvidos pelas instituições locais e empresas, e, consequentemente, contribuir para a melhoria do atual cenário de subdesenvolvimento em que se encontra grande parte das populações.

Desde 2009, em atendimento ao Programa PAPGIES, que estimulou os Programas de Pós-Graduações ao exercício de planejamento de crescimento para a próxima década, o PPGBM iniciou atividades nas linhas de pesquisa de BIOTECNOLOGIA e BIOINFORMÁTICA. O estabelecimento de competência nestas linhas, dentro de um programa bem estabelecido e em uma região como a Amazônia permitirá o diálogo entre o conhecimento básico e sua aplicação, com desenvolvimento de processos e produtos, assim como a oferta de serviços que atendam à demanda da sociedade e da região. Com a consolidação dessas linhas, espera-se obter mudanças consistentes no que diz respeito ao desenvolvimento sustentável, criação de emprego e a preservação dos ecossistemas na região Norte do Brasil.

A implementação da Bioinformática só foi possível pela existência de ilhas de competência já estabelecidas no Programa, que se uniram e aprovaram em 2007 e 2008 dois projetos no edital PROCAD, voltados para a formação de recursos humanos e estabelecimento de competência na área, tendo como parceiras Universidade Federal de Minas Gerais/FIOCRUZ (MG) e Universidade de São Paulo - Ribeirão Preto (SP), ambas com reconhecimento e competência estabelecida. Em maio de 2009, foi realizado um primeiro Esforço Conjunto da UFMG e da UFPA para a Montagem e Anotação de Genomas Completos de Corynebacterium pseudotuberculosis.

Alguns alunos da primeira turma de bioinformática da PPGBM da Universidade Federal do Pará já concluíram sua formação. Além disso, através da cooperação apoiada pela CAPES foram e são realizados intercâmbios de alunos entre as universidades, tendo por objetivo o compartilhamento das competências de cada grupo, o que tem colaborado fortemente para a execução de trabalhos relacionados à montagem dos genomas bacterianos de Corynebacterium pseudotuberculosis (cinco linhagens), Vibrio Cholerae (uma linhagem) e Mycobacterium (quatro linhagens), onde participaram diretamente: Adriana Carneiro (UFPA), Anderson Rodrigues dos Santos (UFMG), Anne Cybelle Pinto (UFMG), Artur Luiz da Costa da Silva (UFPA), Louise Cerdeira (UFPA), Pablo de Sá (UFPA), Thiago Lopes (UFPA), Rommel Ramos (UFPA), Síntia Silva de Almeida (UFMG), Siomar de Castro Soares (UFMG) e Vasco Azevedo (UFMG). Além destes, outros estudos relacionados à transcriptoma, pangenoma, desenvolvimento de pipelines de montagem e anotação de genomas, bem como ferramentas de bioinformática para tratamento de dados de plataformas de nova geração (NGS) e finalização da montagem de genomas com curadoria manual, estão sendo compartilhados com a comunidade científica através de publicações como Complete Genome Sequence of Corynebacterium pseudotuberculosis I-19, strain isolated from Israel Bovine mastitis, no Journal of Bacteriology, e eventos como o Centro Brasileiro-Argentino de Biotecnologia – CBAB.

O programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular (PPGBM), iniciado em 2001, alcançou no último triênio o conceito 5 (cinco) na segunda avaliação formal tri anual (2007-2009); este fato reflete a consolidação do programa, no que diz respeito à estrutura do programa, no quadro de docentes e discentes, assim como na sua estrutura administrativa. Desta forma, obtivemos como comentários gerais da CAPES: "Programa consolidado e de excelência, com base sólida do seu núcleo de docentes permanentes. A produção intelectual do NP foi de alta qualidade e bom envolvimento de Discentes. O Programa possui extensa relevância para a Amazônia e tem nucleado outros naquela região, além de apresentar projetos em conjunto com outras IFES na região sudeste. O Programa continua mantendo a mesma posição que apresentava no triênio anterior em relação aos outros Programas do mesmo nível na subárea." Para o triênio 2010-2012, o programa pretende uma inflexão significativa no sentido de obter uma melhor avaliação e para isso várias medidas foram tomadas. Por exemplo, o corpo de docentes permanentes do Programa foi redefinido com base nas exigências para o nível 6, sendo estimulado a dedicar maior empenho para o aumento do número e do impacto das publicações, dentro dos novos critérios estabelecidos pela CAPES- QUALIS; sendo assim, o atual corpo de docentes permanentes ficou constituído por 19 professores que, já no início de 2011, possuem 3 ou mais publicações com valor maior ou igual a B1, onde pelo menos um é A, que desenvolvem projetos de cooperação nacional e internacional produtivos e bastante promissores para o Programa. Além disso, buscou-se a participação mais ativa dos alunos nas publicações, tendo-se como resultado 86 publicações com discentes em 2010.

A maior parte do corpo docente, hoje, é constituído por jovens pesquisadores, com muito boa qualificação e produção científica, com muito boa experiência e desempenho na orientação em nível de graduação e pós-graduação, o que reflete no número de docentes do núcleo permanente do programa que apresentam bolsa de produtividade do CNPq (48,1% de todo os docentes e 68.4% dos docentes do NP).


 

Contato

Diretoria: Prof. Dr. Artur Luiz da Costa da Silva
E-mail: asilva@ufpa.br
Telefone: 3201-7008


Secretaria da Coordenadoria: Téc. Antônio Jerônimo Botelho
E-mail: ajb@ufpa.br
Telefone: 3201-8411

 


  • FONE: 91.3201 8188 / 91.3201 7102
  • EMAIL: icb.ufpa@gmail.com