INFLUÊNCIA DO INSUMO DE CALOR SOBRE AS PROPRIEDADES MECÂNICAS DO SUBSTRATO EM SOLDAS DE REVESTIMENTO

Alderi Pantoja Fernandes – Graduando – Universidade Federal do Pará (UFPA)
E-mail: alderi.ufpa@gmail.com
 
  Dineusa de Jesus dos Santos – Msc. – UFPA
Fábio L. Castro Marinho – Graduando – UFPA
Eduardo de Magalhães Braga – Prof. Dr. – UFPA
Carlos Alberto Mendes da Mota – Prof. Dr. – UFPA e CEFET/PA
 
Tema nos quais pode ser enquadrado o trabalho:
18. Processos de Fabricação
02. Ciências dos Materiais
 
Resumo submetido ao comitê organizador do IV Congresso Nacional de Engenharia Mecânica (CONEM), a ser realizado de 22 a 25 de agosto de 2006 na cidade de Recife – PE.

É crescente a utilização de aços inoxidáveis para vários fins, devido as suas boas propriedades mecânicas, propriedades de resistência à oxidação e corrosão além de boa aparência. A soldagem de revestimento consiste na aplicação de um metal de adição em um substrato com o objetivo da obtenção de propriedades desejadas. No entanto, algumas características do processo de aplicação desses revestimentos podem interferir negativamente nas propriedades do substrato tornando, dessa forma, inviável a aplicação dessa técnica. Neste trabalho foi avaliado a influência do insumo de calor imposto pelo processo FCAW, nos modos pulsado e pulsado térmico, sobre as propriedades mecânicas do substrato (aço ABNT 1020), em soldas de revestimento, utilizando-se como metal de adição o arame da classe AWS E309MoLT1-1). Para isso três níveis de insumo de calor foram utilizados (20, 22 e 24 Kj/cm). Os cordões de solda foram depositados na posição plana em quatro passes, com sobreposição dos passes de 30% . As propriedades mecânicas do substrato foram avaliadas através do ensaio de microdureza fazendo-se três perfis de micro indentações vickers ao longo da seção transversal do substrato e também pelo ensaio de impacto Charpy segundo a norma ASTM E23; utilizando-se um corpo de prova com dimensões reduzidas (5x5x55mm). Os resultados mostraram que a microdureza na zona afetada pelo calor foi influenciada pelo modo da corrente (pulsado e pulsado térmico), insumo de calor imposto e composição química do substrato. Essas variáveis por sua vez influenciaram na formação da microestrutura e consequentemente nas propriedades de resistência ao impacto.

Código – 06-593
 
 
 
Universidade Federal do Pará - Rua Augusto Corrêa, n.1 - Guamá - Belém - PA
® Desenvolvido por GETSOLDA