EEP LOGO

Laboratório Vinculado ao INCT-ECCE


Assista nossos Vídeos


Sessões em Tempo Real

(Apenas para Professores)

 

INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SOBRE COMPORTAMENTO, COGNIÇÃO E ENSINO



Coordenador: Deisy das Graças de Souza.
Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
E-mail


Vice-coordenador: Olavo de Faria Galvão
Universidade Federal do Pará (UFPA)
E-mail


A EEP está firmemente conectada a uma grande rede de pesquisadores e laboratórios dedicados à investigação do comportamento simbólico e ao desenvolvimento de tecnologia comportamental. O grupo constitui o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Sobre Comportamento Cognição e Ensino (INCT-ECCE).

Organizado em uma rede multi-institucional e multirregional, o Instituto tem seu foco na ciência e tecnologia comportamental que trata do funcionamento simbólico e seus déficits funcionais, particularmente em crianças. Seu principal objetivo é a análise científica do funcionamento simbólico e seus determinantes (incluindo a identificação das condições para o desenvolvimento de funcionamento simbólico apropriado à idade) e o desenvolvimento de procedimentos específicos para superar desafios educacionais ou terapêuticos. Além disso, o Instituto objetiva dar suporte para acelerar o desenvolvimento profissional dos jovens cientistas que participam do grupo; contribuir para a formação de novos mestres e doutores para a área e disseminar os resultados do trabalho do Instituto para cientistas de áreas afins, profissionais em saúde e educação e para o público geral, de uma forma que possa ser prontamente compreendida. A estrutura do programa de pesquisa e desenvolvimento profissional inclui um componente de Ciência Básica (voltado para a compreensão de aspectos elementares do funcionamento simbólico e desenvolvimento de procedimentos potencialmente úteis na prevenção ou redução de déficits de função simbólica); um componente de Ciência Translacional (voltado para a validação efetiva de novos princípios e/ou novos procedimentos derivados dos estudos básicos em estudos clínico/educacionais iniciais, em condições quase-controladas); um componente de Ciência Aplicada (voltado para o desenvolvimento de soluções para os desafios educacionais e terapêuticos em escolas, hospitais, clínicas etc). Estão envolvidas as seguintes instituições: Universidade de Brasília (UnB); Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL); Universidade de São Paulo (USP), Hospital de Reabilitação de Anomalias Crânio-Faciais (HRAC), Universidade Estadual Paulista (Unesp) Campus de Bauru, Universidade Estadual Paulista (Unesp) Campus de Marília, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Universidade Federal do Pará (UFPA), University of Massachusetts Medical School, Shriver Center for Mental Retardation.

O Instituto realizou o seu primeiro Simpósio de 2 a 4 de março no Auditório Carolina Bori do IPUSP (USP-SP). Foram apresentados mais de 60 trabalhos em Ciência Básica, Translacional e Aplicada por pesquisadores e pós-graduandos das instituições participantes e pela Dra. Maria Beatriz Martins Linhares (Faculdade Medicina – USP-RP). A ocasião foi proveitosa para ampliar discussões e conhecer experiências diferentes de redes de pesquisadores, bem como para o fortalecimento e ampliação de colaborações entre pesquisadores e alunos de diferentes universidades.

O INCT-ECCE está estabelecendo cooperação com o INCTC (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Celulas-Tronco e Terapia Celular, Coordenado por Roberto Passetto Falcão, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP). O objetivo daquele instituto é organizar pesquisadores brasileiros com larga experiência no estudo de células tronco, e atuantes em Instituições de diferentes partes do país, em um Instituto Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (INCT), para permitir a troca de informações, reagentes, métodos, recursos humanos e logística, bem como disponibilizar o grande parque de equipamentos existente para gerar produção acadêmica, tecnológica e na formação de recursos humanos na área de biotecnologia, saúde e ciências agrárias com impacto nacional e internacional. A cooperação com o INCT-ECCE está no desenvolvimento da tese de doutorado de Klena Sarges Marruaz da Silva intitulada “Avaliação Comportamental em Primatas Não-Humanos Tratados com MPTP e Submetidos ao Transplante de Células-Tronco”. A tese está sendo orientada pelo Dr. Osvaldo Keith Okamoto (Escola Paulista de Medicina). A coleta de dados está sendo desenvolvida no Centro Nacional de Primatas (Ananindeua, PA) com o apoio da Escola Experimental de Primatas (UFPA). Em uma etapa inicial, o objetivo do estudo é comparar, em animais tratados e não tratados com MPTP, o orçamento de atividades e o uso de ferramentas no cativeiro. Essa comparação poderá confirmar que o tratamento dos primatas com MPTP pode produzir um modelo animal do mal de Parkinson. Numa etapa subseqüente, caso o modelo animal tenha se mostrado promissor, células-tronco serão transplantadas nos animais e será avaliada a possível reversão do quadro produzido pela MPTP.

Para saber mais, acesse:

http://www.ufscar.br/ecce/

http://www.cnpq.br/programas/inct/_apresentacao/inct_comportamento_cognicao.html


  • Instituições Componentes do ECCE


  • Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
    Programa de Pós Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento