Para visualizar corretamente configurar a tela para 1024 x 768 pixels

História da informática e da Internet: 1990-1999

| 1990 | 1991 | 1992 | 1993 | 1994 | 1995 | 1996 | 1997 | 1998 | 1999 |

| Berners-Lee. T. J | Brin, S. | EFF | Fenning, F. | Google | Gopher |

| Knoll, T. | ICANN | ICQ | Page, L. | P2P | Torvalds, L. B. | Windows | Yang, J. |

| Brasil: 1990 a 1999 |


1990 - A Arpanet deixou de existir oficialmente, e a responsabilidade pelos elementos da rede de pesquisa foi passada ao NSFnet. O número de hosts já era superior aos 300 mil. A rede continuou a se espalhar entre instituições acadêmicas nos EUA e já incluía conexões às redes de pesquisa no Canadá e na Europa.

Enquanto a rede conectada crescia, começou a pressão para permitir o seu uso comercial, que era proibido pela gerência de NSFnet. Em resposta à demanda foi permitida a instalação de redes paralelas para permitir o tráfego comercial. Surgiram as redes ALTERNET, a internacional PSINet, CERFNet, e NEARNet.

No final de 1989, surgiu nos EUA o primeiro provedor de acesso à Internet por ligação telefônica, "The World". Em outubro de 1990 a "Clari-Net" ofereceu o primeiro recurso comercial na Internet.

Em 22 de maio de 1990 a Microsoft lançou o Windows 3.0, para ser usado em microcomputadores que tinham instalado o sistema operacional MS-DOS. Era suportado pelo processador 386, podendo ser multitarefa com programas DOS e também com programas Windows. Com memória virtual e proteção, a versão 3.0 transformou os pcs em máquinas multifuncionais.

A interface com o usuário foi projetada para se parecer com o "Presentation Manager": tinha um gerenciador de programas baseado em ícones e um gerenciador de arquivos em estilo árvore. Gráficos em 16 cores tornaram possível a entrega de ícones renovados. Imediatamente após o lançamento do Windows 3.0, começaram a aparecer programas para funcionar nesse ambiente, da própria Microsoft e, também, de muitos desenvolvedores.

Foram vendidas cerca de 10 milhões de cópias do Windows 3.0.

Timothy John Berners-Lee, com a ajuda de Robert Cailliau, em outubro de 1990, publicou uma proposta formal para a World Wide Web ( WWW ).

Eles propuseram a criação de um projeto global de hipertexto, por meio da "linguagem" HTML, para permitir que pessoas, mesmo fisicamente distantes, trabalhassem juntas utilizando páginas de hipertextos, com links para qualquer tipo de arquivo: textos ou imagens e, depois, sons e vídeos.

Berners-Lee e Cailliau utilizaram um computador NeXTcube como o primeiro servidor Web e começaram a trabalhar na implementação de um programa editor e leitor. Era o primeiro programa navegador, denominado WorldWideWeb, baseado no Enquire. O software foi levado para outros sistemas operacionais e liberado ao público e concluído em 1991.

Embora tivesse uma idéia e estrutura que também se poderia aplicar ao Gopher, que foi lançado aproximadamente na mesma época, o programa oferecia novas características:

( Mais detalhes sobre as contribuições de Bernes-Lee: aqui, aqui, aqui. ). 

Em 19 de fevereiro de 1990 Thomas Knoll, convencido por seu irmão John, transformou sua tese de doutorado sobre processos de imagem digital em um programa que foi denominado de "ImagePro", do qual se originou o Photoshop. John Knoll acabou por oferecê-lo para a "Adobe" pois, na época, as empresas radicadas no Vale do Silício não lhe deram importância. Com o Photoshop os pcs passaram a ser verdadeiros estúdios fotográficos.

A Electronic Frontier Foundation - EFF, (em português, Fundação Fronteira Eletrônica) é uma organização não-governamental sem fins lucrativos, fundada em San Francisco, Califórnia, nos Estados Unidos.

Conta com representantes em Toronto, Ontário e em Washington. A organização se sustenta por doações e seu objetivo é defender as liberdades civis, a privacidade, a livre expressão, e os direitos dos consumidores no mundo digital, respeitando a Primeira Emenda da Constituição dos EUA, privilegiando a privacidade e outros valores democráticos.

Foi fundada em julho de 1990 por Mitch Kapor, John Gilmore e John Perry Barlow, que haviam se conhecido por meio de uma comunidade virtual, quando o Serviço Secreto dos EUA invadiu a empresa Steve Jackson Games em uma batida policial ilegítima. Seus advogados, técnicos, e ativistas têm defendido a liberdade da expressão, a aplicação apropriada da propriedade intelectual, a privacidade e a inovação tecnológica, inclusive representando legalmente as pessoas cujos direitos e liberdades são ameaçados.

A fundação também trabalha mundialmente por políticas públicas, práticas de negócio, e opções para protejam estes direitos dos consumidores.

A concorrência entre os fabricantes produziu uma baixa nos preços dos computadores pessoais.

A "Open Software Foundation - OSF" lançou o OSF, baseado em Mach e BSD.



1991 - A Internet já possibilitava manipular uma variedade de aplicações (comunicação por correio eletrônico, cópia de arquivos de computadores remotos, transferência de fotografias digitalizadas e sons....), mas como era pouco amigável o seu uso era limitado, já que sendo baseada em uma série de protocolos, requeria um certo conhecimento sobre computadores e sistemas operacionais de rede, que a maioria dos usuários não tinha tempo nem interesse em obter.


Paul Lindner e Mark P. McCahill da Universidade de Minnesota desenvolveram o Gopher, um protocolo de redes de computadores que foi desenhado para indexar repositórios, atuando como um mecanismo de busca de textos na Internet. Esse programa organizava as informações por assunto, e as apresentava em uma estrutura hierárquica, semelhante ao que aparece em um gerenciador, que permite ver a listagem de todos os arquivos, em um banco de dados sob menus.

Assim, cada vez que se clicava sobre uma pasta o Gopher mostrava as outras pastas e/ou arquivos que estão dentro dela (ou seja, navegava para um nível mais interno na hierarquia). Quando se apontava um título de um artigo podia-se copiar esse arquivo, por meio do recurso de transferência de arquivos da Internet ( FTP ), sem ter nenhum conhecimento de códigos complexos. Portanto, qualquer usuário podia navegar de "site" em "site", procurando e podendo copiar a informação.

Logo o Gopher tornou-se popular, mas tinha algumas limitações sérias, pois estava limitado apenas a arquivos de texto, não permitindo a apresentação de arquivos de imagem / som. Os menus eram muito parecidos e as ligações nos menus e documentos tinham que ser curtas (poucas palavras, no máximo) não sendo possível fazer uma ligação de um parágrafo inteiro.

Ou seja, embora fosse um ótimo método de catalogação de grandes quantidades de informação textual, o Gopher não permitia apresentar a informação de uma forma mais estilística.


Timothy John Berners-Lee, em 26 de fevereiro de 1991, apresentou o programa "WorldWideWeb", o primeiro navegador e editor de HTML do tipo WYSIWYG, que objetivava facilitar a consulta de documentos para pesquisas científicas. (Esse programa foi depois renomeado para Nexus, para evitar confusões com o nome World Wide Web, também criado por Berners-Lee)..

O WorldWideWeb foi o primeiro programa criado que não usava só o protocolo de transferência de arquivos ( FTP ) mas também o protocolo de transferência de hipertextos (HTTP), também criado por Berners-Lee em 1989, um tipo de codificação para as páginas visualizáveis na Internet. Portanto, quando foi criado, o WorldWideWeb era a primeira e, evidentemente, a única maneira de visualizar graficamente a Internet, ou seja, iniciava-se a WWW.

Resumindo, no final de 1990, Berners-Lee já havia criado as ferramentas necessárias para a WWW funcionar como a conhecemos hoje:
Tudo isso permitiu a difusão das informações e o acesso do grande público à Internet que, então, pôde se expandir. Entretanto, a novidade cresceu devagar: no final de 1992 só havia 50 "sites" Web no mundo inteiro e, um ano depois chegava a apenas 250.

Assim, em 6 de agosto de 1991, Berners-Lee postou um resumo no grupo de notícias alt.hypertext, publicando a primeira página na web, colocando-a como como um serviço publicado na Internet. Assim, os conceitos de Berners-Lee se tornaram públicos, principalmente por meio do grupo de discussão WWW-talk (uma lista por e-mail iniciada em setembro de 1991).



Vídeo: Internet Revelada - um filme sobre a Internet e os Pontos de Troca de Tráfego (PTTs)
http://www.youtube.com/watch?v=QXUpRg29iZQ  (acessado novamente em 3/09/2009)

Então, muitas pessoas começaram a contribuír para o crescimento da WWW. Vários programas para navegação foram desenvolvidos como libwww, Viola, MidasWWW, Samba, Erwise, Lynx e Arena. E muitos Web sites foram criados, sobre os mais diversos temas.

Percebe-se que a idéia revolucionária de Berners-Lee foi unir o hipertexto às possibilidades que a Informática já permitia na época. Note-se que a idéia de hipertexto tinha sido teoricamente concebido anteriormente, por Theodor Holm Nelson e Douglas Englebart, que se basearam em idéias de Vannevar Bush, de 1945.

Em seu livro "Weaving The Web", Bernes-Lee relata ter sugerido repetidamente a união das tecnologias para membros de ambas as comunidades de desenvolvedores. Mas ninguém implementou sua idéia. Então, ele mesmo decidiu-se a implementar o projeto. No processo, também desenvolveu um sistema de identificação global e único de recursos, o 'Uniform Resource Identifier" (URI), um sistema que especifica que cada página recebe um "endereço único", onde pode ser encontrada.

Importante é notar que apesar de ter sido criada inicialmente como uma ferramenta de trabalho para cientistas, a Web começou a ser utilizada para colocar informações ao alcance de qualquer usuário.

O mesmo Berners-Lee também fundou a W3C em 1994.

( Mais detalhes sobre as contribuições de Bernes-Lee:  aqui, aqui, aqui  ). 


Também em 1991:

Foi lançado o PGP ("Pretty Good Privacy"), criado por Philip Zimmerman.

A IBM e a MicroSoft separaram suas estratégias no início de 1991. O OS/2 da IBM conquistou seu lugar em algumas grandes aplicações corporativas, auxiliado por sua estabilidade e robustez. A Microsoft transformaria seu antigo "OS/2 3.0" no Windows NT 3. 1, ainda a ser lançado.

No final de 1991, a Microsoft lançou o Windows 3.1 , que popularizou o sistema de janelas e menus e tinha o recurso arrastar-e-soltar.

No início dos anos 90, o Windows 3.1 tornou-se o padrão dominante para os aplicativos para pc e a Microsoft ocupou o papel de líder na definição das especificações multimídia.


Vídeo: windows 3.1 on ibm ps2 model 55sx
http://www.youtube.com/watch?v=l1vJl7vxppM (acessado novamente em 3/09/2009)
(Windows 3.1 booting up on my ibm ps2 386. IBM PS/2 Model 55sx with 4 MB RAM and 20 MB HD.)


Vídeo: Windows 3.1
http://www.youtube.com/watch?v=ykl0RRSsyQY (acessado novamente em 3/09/2009)
(This is a video of me running windows 3.1 on my brand new laptop.)


A Sun Microsystems lançou o Solaris, sistema operacional baseado no SVR4.  

Também em 1991, um novo kernel , ou seja, um núcleo sob o sistema operacional que gerencia aplicativos e funções como drivers, memória e sistema de arquivos, do Linux, um sistema operacional de código aberto, foi publicado por Linus Benedict Torvalds, na época um estudante de Ciência da Computação da Universidade de Helsinki na Finlândia.

Em 5 de outubro de 1991, Torvalds anunciou a versão 0.02 desse sistema operacional baseado no Minix (versão desenvolvida para fins educacionais). Ele divulgou uma mensagem no newsgroups comp.os.minix, na qual informou que estava fazendo como "passatempo" um sistema operacional livre e menor que o GNU

“... Estou trabalhando em uma versão gratuita de minix para computadores AT-386. Por quê? Porque esse é um programa para hackers feito por um hacker”.

O novo sistema inicialmente utilizava o sistema de arquivos MINIX, mas não era baseado no código do MINIX de Andrew Stuart Tanenbaum.



Vídeo: The Linux Foundation Video Site:: just for fun
http://www.youtube.com/watch?v=utnXCBJHgUU (acessado novamente em 23/10/2014)


Rapidamente, estudantes em geral e hackers que não queriam gastar dinheiro com equipamentos caros aderiram ao Linux que, junto com o FreeBSD, permitiu que os pcs substituíssem estações de trabalho e servidores.

O talento e os esforços dessas pessoas espalhadas pelo mundo todo geraram um enorme número de sistemas, que são chamados de distribuições Linux.

Hardware e software passaram a ser desenvolvidos para o sistema e logo, pessoas não estudiosas de Informática começaram a dispensar o sistema operacional proprietário e passaram a usar uma das muitas distribuições Linux livres e gratuitas.

É importante notar que Torvalds continuou trabalhando até disponibilizar a versão 1.0 em 1994. E continua até hoje. coordenando o esforço coletivo de milhares de pessoas que contribuem gratuitamente com o desenvolvimento do Linux.

O Linux segue o padrão POSIX uma padronização do IEEE (Instituto de Engenharia Elétrica e Eletrônica) para sistemas com extensões System V e BSD. Ou seja, o Linux é parecido com Unix, mas não foi escrito da mesma maneira e vem de outro lugar.

Seu código fonte está disponível na Internet e é licenciado sob os termos da GPL, assim pode-se realizar instalações e cópias diversas sem nenhuma restrição.



Vídeo: How Linux is Built
http://www.youtube.com/watch?v=yVpbFMhOAwE (acessado novamente em 23/10/2014)


Atualmente conta com a colaboração de milhares de desenvolvedores voluntários espalhados pelo mundo todo, além de ter o apoio de empresas como a IBM. Embora o Linux seja forte em servidores desde o final da década de 1990, a utilização desse sistema em desktops é algo relativamente recente.

( Mais detalhes sobre softwatr lIvre e linux: Software Livre - Linux ). 

O número de servidores na rede chega a 1 milhão. Mais países se conectaram à NSFNET: Croácia, República Tcheca, Hong Kong, Hungria, Polônia, Portugal, Singapura, África do Sul, Tailândia e Tunísia. 



1992 - A Internet uniu 17 mil redes em 33 países e já havia mais de um milhão de hosts ligados à Internet. O número de requisições por arquivos via FTP chegou a 50 mil por mês.

A expressão "Surfando na Internet" foi criada por Jean Armour Polly. A "Internet Society" (Isoc) foi fundada.

O kernel Linux foi combinado com o GNU. Daí surgiu o sistema operacional GNU/Linux que, muitas vezes, é chamado simplesmente de Linux.

Em abril de 1992, a Microsoft lançou o Windows for Workgroups 3.1. Nos primeiros 50 dias, cerca de 1 milhão de cópias das versões "full" - total - e "upgrade" - atualização - foram vendidas, pois tratava-se da primeira versão do Windows que integrava recursos de rede, como compartilhamento de impressão e de arquivos (peer-to-peer).

Mais países se conectaram à NSFNET: Camarões, Chipre, Equador, Estônia, Kuwait, Luxemburgo, Eslováquia, Eslovênia, Tailândia e Venezuela.

Foi lançado o laptop ThinkPad 700C pela IBM. Tinha 2,7 quilos, tela de 10,4 polegadas de TFT e lápis de indicação. Inaugurou uma linhagem de produtos cada vez mais leves, poderosos e com telas maiores que os antecessores. O laptop passou a ser propriedade da Lenovo.

O vírus "Michelangelo" resultou em um estrago de pequenas proporções, após gerar uma enorme preocupação. 



1993 - A Fundação Nacional de Ciência (NSF) criou o InterNIC para organizar o registro de domínios (parte dos nomes dos computadores) e informações sobre a rede. Já existiam mais de 1,5 milhão de hosts na Internet e mais de 100 países estavam conectados à rede. Os que se conectaram nesse ano foram Bulgária, Costa Rica, Egito, Fiji, Gana, Guam, Indonésia, Cazaquistão, Quênia, Liechtenstein, Peru, Romênia, Federação Russa, Turquia, Ucrânia e Ilhas Virgens.

Também em 1993,

Em 30 de abril de 1993, a organização CERN anunciou a sua decisão de não patentear ou reclamar direitos de autor pela tecnologia Web, tornando o protocolo HTTP livre, possibilitando que qualquer pessoa o utilizasse gratuitamente. 

Em setembro, os backbones da NSF já registravam que 1% de seu tráfego era consumido pela porta 80, usada por esse protocolo.

Em fevereiro de 1993 no NCSA, "National Center for Supercomputer Applications" (Centro Nacional para Aplicações de Supercomputação), Marc Andreessen e Eric Bina criaram o programa Mosaic, o primeiro "browser" (visualizador para a Internet), ou seja, um programa que tinha uma interface simplificada de acesso à rede e que permitia apresentar figuras, com as imagens embutidas no texto. Ou seja, facilitava a usabilidade e ajudou a popularizar a internet, pois foi o primeiro navegador a combinar figuras e textos em uma única página, ao invés de usar janelas separadas, como o navegador desenvolvido por Berners-Lee fazia.

Como muitas outras inovações da Internet, as primeiras versões do Mosaic foram distribuídas gratuitamente para a comunidade educacional. Logo o Mosaic se tornou um grande sucesso. Em setembro de 1993 já havia versões do Mosaic para Microsoft Windows e Apple Macintosh. Pela primeira vez havia um cliente Web fácil de usar e disponível para três dos sistemas operacionais mais populares existentes na época.

Em 8 de dezembro de 1993 um repórter do New York Times escreveu em uma matéria sobre a experiência na Web usando o navegador Mosaic: "Clique com o mouse: descobrirá um vídeo da NASA feito por satélite sobre o Oceano Pacífico”. Indiscutivelmente, a reportagem ajudou a popularizar esse navegador.

Assim, no final de 1993, a Internet e, em particular, a Web, podia ser acessada por qualquer pessoa que tivesse um computador pessoal com modem. A linguagem HTML acompanhou o crescimento e vários navegadores foram desenvolvidos e muitas tags novas eram criadas.

Até então a Internet havia servido a dois tipos de comunidades; a científica (por meio da documentação "on line") e à uma comunidade de cidadãos, que usavam correio eletrônico e estavam em grupos de discussão. A Web permitiu que "sites" comerciais, pessoais e institucionais proliferassem e a Internet tornou-se interessante para qualquer pessoa. Evidentemente, o surgimento de computadores pessoais mais potentes e baratos e o aumento da capacidade da infra-estrutura de comunicações, juntamente com as facilidades da Web, possibilitou aumentar enormemente o número de cidadãos "ligados" à rede.

a Intel interrompeu a série dos processadores _86 e deu o nome "Pentium" à sua próxima geração de processadores e anunciou que utilizaria registradores de 32 bits, com 3,1 milhões de transistores. As velocidades eram de 60 MHz (100 MIPS) e 66-MHz (112 MIPS).

Paralelamente, os discos rígidos ficaram cada vez mais velozes. E a tecnologia de exibição gráfica progrediu das placas de vídeo de "buffer de quadro" para as aceleradores gráficas, que trabalhavam diretamente com o sistema operacional, a fim de aumentar os tempos de resposta de tela e melhorar os gráficos em geral.

Foi lançada a HP LaserJet 4L por 849 dólares. Foi a primeira impressora laser pessoal a custar menos mil dólares. Possibilitava imprimir algo com aparência profissional em um equipamento pequeno o suficiente para ser colocado sobre uma escrivaninha e de preço razoavelmente acessível.

A Apple apresentou o "Newton", o primeiro PDA ("Personal Digital Assistant"), o pioneiro dos computadores de mão. Apesar de ter sido um fracasso comercial, o Newton estabeleceu a base de uma nova categoria de computação que foi a precursora e inspiradora de aparelhos como o BlackBerry, o Palm Pilot e o Pocket PC.

Em julho de 1993, foi apresentado o Windows NT 3.1.  Apesar da semelhança de interface com o Windows 3.1, o kernel do novo sistema era diferente, sendo o primeiro Windows em 32-bits para multiprocessamento.

Nesse ano a Microsoft também lançou o Windows 3.11, um pseudo-sistema operacional, pois era uma interface gráfica de usuário (GUI) aplicada sobre o real controlador: o MS-DOS. Possuía algumas novas ferramentas como a possibilidade de compartilhamento de arquivos e impressoras.

Também usava um tipo de gerenciamento de multi-tarefa chamado de multi-tarefa cooperativa. Ao invés de controlar o processamento o Windows 3.11 transferia o jugo da CPU para os programas, o que causava congelamento frequente do sistema. Assim o Windows 3.11 incorporou à vida dos usuários a combinação de teclas utilizadas para reiniciar o sistema em caso de travamento: [Ctrl] [Alt] [Del]. Desde seu lançamento em 1981, um pc já podia ser reiniciado com esse conjunto de teclas, mas só com o Windows 3.11 esse uso passou a ser muito frequente.

O Windows 3.11 teve vida longa, tendo sido comercializado até 1º de novembro de 2008, pois migrou para equipamentos menores. Como tinha poucos requisitos básicos de sistema - requeria um processador 286 rodando a 10MHz, 1 MB de memória RAM e 7MB de discos rígido - e como mantinha 100% de compatibilidade com o DOS foi muito utilizado em sistemas "embarcados", como empresas aéreas, caixas registradoras e bancos.

A AT&T vendeu sua subsidiária "System Labs" e todos os direitos do UNIX para a Novell. No mesmo ano, essa última transferiu a marca para o grupo X/Open.

Em 1993 a Casa Branca e as Nações Unidas já estavam "online".

Foi lançado o "Simon Personal Communicator", um celular com funções de handheld, fruto de uma parceria entre as empresas IBM e BellSoth. Custava 900 dólares e pesava 500 gramas. Foi o primeiro celular a integrar funções de um PDA. Era telefone, pager, calculadora, agenda, fax e dispositivo de e-mails. 



1994 - A NSF, "National Science Foundation" admitiu que a rede construída excedia o seu potencial de financiamento e que poderia se manter sozinha. Assim, em 1994 a NSF anunciou que retirar-se-ia em 1995 do financiamento da rede NSFNET.

Portanto, a rede ficou aberta para a exploração comercial e uso com fins lucrativos. A resposta da comunidade mundial foi imediata. O uso da rede aumentou para patamares nunca antes imaginados e continuou crescendo em ritmo exponencial.


Também em 1994,

Marc Andreessen, que havia sido líder do projeto Mosaic e Jim Clark fundaram a "Netscape Corp" que liberou o Netscape Navigator 1.0.

O Netscape foi um programa para navegação na Internet fácil de usar e que apresentava novos recursos, como o suporte a vários formatos de multimídia e à máquina virtual Java, que permitiu aos programadores desenvolverr aplicativos que podiam ser executados dentro do paginador.

O navegador Netscape liderou a explosão da Web doméstica, e tornou-se quase um sinônimo de internet, pois permitia a interoperabilidade em várias plataformas, com o mesmo visual e funcionava em qualquer sistema operacional. Começaram as inaugurações de sites pessoais e empresariais. A abertura do Netscape para comercialização em bolsa de valores, em agosto de 1995, é considerada o início oficial da era ponto-com.

O tráfego na NSFNet ultrapassou 10 trilhões de bytes por mês. Mais países se conectaram: Algéria, Armênia, Bermuda, Burkina Faso, China, Colômbia, Polinésia Francesa, Líbano, Lituânia, Macau, Marrocos, Nova Caledônia, Nicarágua, Nigéria, Panamá, Filipinas, Senegal, Sri Lanka, Suazilândia, Uruguai e Uzbequistão.

Em janeiro de 1994, para tornar mais fácil a navegação na enorme variedade de informação da Internet, dois formandos da Universidade de Stanford, Jerry Yang e David Filo criaram o portal e site de busca Yahoo!, um dos mais acessados do mundo.

Nos EUA, muitas operações comerciais iniciaram seus serviços na Internet. Estações de rádio começaram a difundir a sua emissão. O "First-Virtual" tornou-se o primeiro ciber-banco a abrir suas portas virtuais. A "CD-Now" tornou-se a primeira loja de música on-line. A "Pizza Hut OnLine" possibilitou a encomenda de pizza "on line".

Foi lançado o PowerBook 520 pela Apple. Era o primeiro notebook equipado com "touchpad". Esse dispositivo apontador havia sido projetado em 1987 por George E. Gerpheide.

Note-se que a Apple fabrica os melhores touchpads do mercado, sendo os únicos, até 2007, a permitir rolamento usando dois dedos em qualquer área de membrana de contato.

A NASA inventou um conceito de computação baseado em clusters baratos executando UNIX ou Linux em uma rede TCP/IP, o Beowulf.

Em setembro de 1994 foi lançada a HP Color LaserJet, a primeira impressora laser mundial a cores.

Foi lançado o Photoshop 3.0 pela Adobe. O programa introduziu as "camadas", que permitem trabalhar com imagens e efeitos em vários níveis, um sobre o outro, e não somente em uma única dimensão, possibilitando a manipulação de imagens de forma muito mais efetiva do que era possível até então (e também o motivo pelo qual deve-se desconfiar de todas as fotografia que vemos).

Um show dos Rolling Stones foi transmitido pela Web. Comunidades locais de Lexington e de Cambridge, em Massachusetts, EUA estavam online e a internet começou a tocar a sociedade de muitas maneiras e em muitos níveis. A rede iniciou a era dos banners.

Para fazer propaganda de seus serviços, um casal de advogados (Laurance Canter e Martha Siegel) enviaram uma mensagem para mais de seis mil listas de discussão, congestionando a rede. Então, a popular expressão do grupo humorístico inglês Monty Python “Spam, Spam, Spam” passou a ser utilizada para definir o congestionamento de mensagens e o termo Spam surgia no mundo digital, comparando o incômodo causado pelo envio de mensagens não solicitadas nestes grupos com a gritaria ensurdecedora do programa cômico inglês.

Também em 1994 apareceu na atual Wired.com (na época, chamava-se HotWired.com) a forma mais popular de publicidade na internet, o banner. Era parte da campanha “Have you ever clicked your mouse right Here? You will” que ficou "online" por 24 semanas. Tinha formato de 468×60 pixels e gerou taxas de clique de 78%.

Em 10 de novembro de 1994 começou a funcionar a loja de livros virtual "Cadabra" de Jeff Bezos, que, em 1995 se transformou na "Amazon", diversificando sua linha de produtos, adicionando DVDs, CDs de música, Programas de Computador, Vídeo Games, Eletrônicos, Roupas, Utensílios Domésticos, Comida, Brinquedos... Atualmente esse mercado movimenta cerca de 100 bilhões de dólares por ano e continua em expansão. 


1995 - Em abril, a política de privatização seguida pela NSF culminou com o desmantelamento da espinha dorsal da NSFNET, que fez a transição de uma rede construída por roteadores da comunidade científica, para equipamentos comerciais. Com o fim do subsídio ao backbone da NSFNET, os fundos foram competitivamente redistribuídos para redes regionais para compra de conectividade das numerosas redes privadas.

Entre 1985 e 1995, a rede tinha crescido de 6 nós ligados com linhas a 56 Kbps para 21 nós com múltiplas linhas a 45 Mbps. Assim, em aproximadamente 10 anos, a rede inicial cresceu para cerca de 50.000 redes nos sete continentes e no espaço, com aproximadamente 29.000 redes nos EUA.

Serviços de acesso discado como o Prodigy, a America OnLine (AOL) e a CompuServe tornaram-se provedores de acesso; no mês de julho a estimativa era de que cerca de 30 milhões de pessoas já estejam conectadas à Internet no mundo todo.

Também em 1995,

O Windows 95 foi lançado em 24 de agosto. O programa se transformou em ambiente operacional, “engolindo” o DOS. Permitia o uso de aplicativos totalmente 32 bits, permitia a multitarefa preemptiva, era compatível com PNG - "Plug-and-Play", suportava novos padrões de e-mail e comunicações e trazia uma nova interface com o usuário. Também apresentava uma interface mais amigável, introduzindo o "botão Iniciar" e a barra de ferramentas inferior, que continuaram a ser usadas nas versões seguintes. Também tinha a rede DialUp para conexão à Net.





Vídeo: Windows 95 "Start Me Up" Commercial (1995)
http://www.youtube.com/watch?v=HM0DL5giOBU (acessado novamente em 3/09/2009)
(this is a commercial for Windows 95 that featured Start Me Up by The Rolling Stones.)

"Toy Story" foi o primeiro filme de longa metragem inteiramente gerado por computador.




Vídeo: Amigo Estou Aqui - Toy Story
http://www.youtube.com/watch?v=ecR9u2zTfz0 & (acessado novamente em 3/09/2009)
(Versão em português br da música "You Got a Friend in Me", do desenho animado Toy Story da Disney.)

Em maio, a linguagem de programação Java, permitiu o desenvolvimento de aplicativos, independentemente do o sistema operacional utilizado.

Começaram a se popularizar os drives de CD-ROM e os gravadores de CDs e também os modems para conexão com a rede mundial Internet e das tecnologias ligando o computador ao telefone.

Foi lançado pela Toshiba o Portege T3400, o primeiro laptop com bateria de íons de lítio.

Apesar das baterias de íons de lítio estarem sujeitas a esquentar muito, duravam mais, ficaram mais leves, não exigiam manutenção e, diferentemente das baterias de níquel, não precisavam ser completamente esvaziadas de vez em quando.

Esse tipo de bateria proporcionou força suficiente para que os portáteis agregassem outras tecnologias, como processamento dual, disco rígido RAID e telas de 20 polegadas.
.



1996 - Começou uma competição, que foi chamada de "Guerra dos Browsers", sobre qual seria o navegador mais utilizado, entre a Netscape e a Microsoft.

Numa reunião em Chicago, representantes de 34 universidades americanas endossaram a Internet 2.

O Sound Blaster melhorou muito o áudio para computadores. Antes de seu lançamento o áudio dos pcs era limitado a bipes que indicavam o funcionamento da máquina. O Sound Blaster 16 conseguiu deixar o áudio (e a música) em nível aceitável. Logo o áudio integrado se tornou padrão.

Em 30 de outubro a AOL lançou planos com acesso ilimitado à Internet por 20 dólares mensais. Três anos mais tarde, a AOL já tinha dez milhões de clientes. permanentemente "on line".  

Uma rede P2P, ("Peer-to-Peer", "ponto a ponto") tem uma arquitetura de rede distribuída caracterizada pela descentralização das funções na rede, ou seja, cada nó realiza tanto funções de servidor quanto de cliente. 



Figuras: Conexões usuário - servidor (1). usuário-usuário (2) e
( retiradas de http://pt.wikipedia.org/wiki/P2P )


Assim, um programa P2P permite o compartilhamento de arquivos por meio de conexão usuário - usuário (2) ao invés da existente usuário - servidor (1).

É importante notar que a tecnologia P2P já era conhecida e bastante utilizada por diferentes programas que possibilitavam a distribuição de arquivos em rede, permitindo o acesso de qualquer usuário dessa rede a este recurso, como o protocolo NNTP (para Usenet News), SMTP (para envio de e-mail) quando surgiram  sistemas de troca de mensagens instantâneas .

Assim,vários tipos de recursos podiam ser compartilhados em redes Peer-to-Peer, tal como capacidade de processamento de máquinas, espaço de armazenamento de arquivos, serviços de software (analogamente aos Web Services), entre outros.

Foi criado em 15 de novembro de 1996, o primeiro mensageiro instantâneo, o ICQ, por quatro israelenses: Yair Goldfinger, Arik Vardi, Sefi Vigiser e Amnon Amir, que fundaram a empresa "Mirabilis".

Durante muitos anos o ICQ foi a única opção de mensageiro instantâneo, e congregou centenas de milhões de usuários cadastrados. Iniciava-se assim a troca de mensagens rápida, on line, o popular bate-papo.

É um programa que permite saber se pessoas previamente contatadas e presentes em uma lista de contatos estão conectados à Internet ou não, possibilitando comunicação rápida, ou seja, conversar em tempo real.

Importante é notar que, após ser estabelecido o contato, a comunicação é feita de um computador ao outro. Ou seja: não passa mais pelos servidores, ocorre entre o remetente e o destinatário, diretamente.

Uma vantagem óbvia desses programas é que a comunicação é feita para qualquer ponto do planeta, a custo de uma ligação local, quando efetuada por modem.

O mensageiro foi um enorme sucesso: em 20 de maio de 1997 o ICQ superou 1 milhão de usuários em 31 de outubro de 1997, o ICQ já registrava 4 milhões e mais de 220,000 conexões simultâneas.

O programa Adaptec Easy CD Creator tornou-se padrão para gravação de CDs até o lançamento do Windows XP. Antes dele gravar um disco significava usar softwares terceirizados, com muitos erros.

Em março a Palm lançou o seu PDA: o Pilot 1000 por 299 dólares. Um computador de mão que podia guardar até 750 contatos e endereços, um calendário anual para compromissos e capacidade para anotar até 100 tarefas. E podia ser sincronizado tanto a um pc como a um Mac. O Pilot 1000 da Palm foi, depois, foi substituído pelo BlackBerry, da "Research in Motion" (RIM).

Na Alemanha,a pedido do governo, ocorreu o desligamento de grupos de discussão da CompuServe para impedir a distribuição principalmente de pornografia.

Foi lançado o telefone móvel StarTAC pela Motorola. Era pequeno, pesando pouco menos de 100 gramas. Em estilo clamshell, podia ser facilmente preso ao cinto.

Foi formado o "The Open Group" a partir da fusão da "Open Software Foundation" com a "X/Open".



1997 - Na manhã de 17 de julho, um erro humano na Network Solutions interrompeu o tráfego nos endereços com terminações ".com" e ".net", tornando inatingíveis milhões de sistemas no mundo todo.

Início da tecnologia streaming (vídeo).

Ainda em 1997 foi lançado o Netscape Navigator 4.0, o primeiro navegador com suporte para JavaScript.

A Intel que já havia lançado o processador Pentium de 150, 166 e 200 MHz com o equivalente a 3,3 milhões de transistores, lançou o Pentium II, com 7,5 milhões de transistores e 400 MIPS.

O "IBM Deep Blue" foi o primeiro computador a ganhar uma partida de um campeão mundial de xadrez, Gary Kasparov.

Em 9 de abril de 1997, Douglas Engelbart recebeu o prêmio Lemelson-MIT, em Washington, de 500 mil dólares, pela invenção do mouse, ocorrida em 1963.

Jorn Barger, em dezembro, cria a palavra weblog, depois abreviada para blog, para designar um diário online. Já existiam alguns desses diários desde o ano anterior, e logo o blog se transformou em um grande sucesso entre os internautas.



1998 - A rede passou a ser administrada pela "Internet Corporation for Assigned Names and Numbers" ( ICANN ) , uma organização de direito privado sem fins lucrativos, submetida à lei californiana, sob o controle do Departamento de Comércio dos Estados Unidos.

A ICANN tem 13 poderosos computadores, denominados "servidores raiz", instalados nos Estados Unidos (quatro na Califórnia e seis próximos a Washington), na Europa (Estocolmo e Londres) e no Japão (Tóquio). A principal função da ICANN é coordenar nomes de domínio DNS.

Em 28 de outubro começou a guerra dos direitos autorais, quando William (Bill) Clinton, o então presidente dos EUA, assinou uma nova lei de telecomunicações que, entre outras resoluções, criminalizava e previa pena para quem distribuísse conteúdo considerado inadequado na Internet. Também estabeleceu os limites entre os proprietários de conteúdo da indústria de filmes e aqueles que compartilham arquivos.

Em abril, o Departamento de Justiça dos EUA abriu um processo contra a Microsoft para impedir a prática de cartel: a Microsoft queria instalar o navegador Internet Explorer ao seu sistema operacional (quase 80% do mercado mundial de computadores pessoais).

A AOL comprou a Mirabilis (produtora do primeiro mensageiro instantâneo, ICQ) em junho e, em novembro, a Netscape. A união das empresas com a Sun Microsystems começou a indicar a formação de uma frente anti-MicroSoft.

A Microsoft lançou o Windows 98, em 25 de junho de 1998, que integrou o navegador Internet Explorer ao sistema operacional. Tinha uma interface relativamente fácil de usar e surgiu uma grande quantidade de programas que garantiram a manutenção e o crescimento da popularidade do sistema.



Vídeo: Windows 98 Trava Ao Vivo na TV
http://www.youtube.com/watch?v=yQNCqoRFhMs  (acessado novamente em 30/10/2014)

No lançamento ocorreu uma das situações mais incríveis da história da informática. Durante a apresentação para a imprensa, o sistema travou e apareceu a tela azul, o horror para usuários de computadores.


Ainda em 1998,

151 milhões de usuários no planeta estavam ligados à Internet.


Em 1998 Shawn Fenning, um universitário de Boston, EUA, aos 18 anos, desenvolveu um programa P2P que designou por seu apelido no colégio: Napster. O programa permitiu o compartilhamento de arquivos de música, principalmente de arquivos mp3, dentro do conceito de conexão usuário - usuário (2), como visto na figura acima.




Vídeo: What is P2P?
https://www.youtube.com/watch?v=C5UWEWcGJgs (acessado novamente em 30/10/2014)


O Napster foi um serviço, com servidores centrais, onde pessoas de todo o planeta podiam compartilhar gratuitamente arquivos de música, independente do lugar onde a conexão estivesse. Os arquivos ficavam nos computadores dos usuários do sistema e o Napster apenas mantinha um mapeamento do que cada máquina possuía, roteando e categorizando as buscas dos usuários, Assim, milhares e milhares de arquivos de música em mp3 estavam disponíveis para qualquer um, qualquer que fosse sua conexão, desde o acesso discado via modem até às linhas T1 de alta velocidade.

Assim, o programa estabelecia uma espécie de rede virtual, em que cada computador possuía capacidades e responsabilidades equivalentes, de modo bastante diferente da arquitetura cliente/servidor (1).

Nesse momento, a indústria distribuidora de bens culturais, representada por sua parte fonográfica, aparentemente não entendeu o que é a Internet, fingiu que a música não poderia funcionar longe de discos e CDs e quis criminalizar seu próprio público.

Em 7 de dezembro de 1999, os cinco maiores selos americanos - Sony, EMI, BMG, Universal e Warner - por meio da "Recording Industry Association of America", RIAA, impetraram uma ação na Justiça por violação de direitos autorais contra o Napster , que havia possibilitado o compartilhamento de arquivos de músicas em formato comprimido mp3 entre seus usuários.

Apesar de ter ganho o processo, a indústria fonográfica sofreu grande queda de vendas de CDs de áudio e foi obrigada a trabalhar com as empresas de tecnologia para criar práticas legais de compartilhamento de música digital.

Em 27 de setembro de 1998, Larry Page e Sergey Brin, dois estudantes Ph.D. da Universidade de Stanford, criaram o Google.

O primeiro escritório da empresa, com quatro pessoas, foi uma garagem em Menlo Park, Califórnia. Eric Schmidt deixou a Novell para integrar a mesa diretora do Google em 2001 e logo se tornou o CEO da empresa. Desde então, a empresa só cresceu.

Por exemplo, em 2006 o Google, com 2.215 bilhões de páginas, tinha o maior índice de páginas da Web, sendo sempre atualizado. Mais informações podem ser obtidas em:



Site: Linha do tempo do Google: 1995 a 2008
http://www.google.com.br/tenthbirthday/#start
(acessado novamente em 3/07/2010)


A Microsoft entrou nos mercados de provedores de serviços de rede e browsers.

Também nesse ano a IBM lançou o "memory key" ou "pen drive", substituto em potencial dos disquetes, por ser mais seguro, apresentar maior espaço de armazenamento e por usar a porta USB.

Entre 12 e 19 de março de 1998, foi exibido na Cebit, uma feira de tecnologia, telecomunicações e automação, em Hanover, Alemanha, o MPMan F10, o primeiro mp3 player. Foi criado pela empresa sul-coreana Saehan Information Systems e tinha 16,5 cm de altura, e memória flash de 32 MB, suficiente para cerca de oito músicas e um pequeno visor LCD que mostrava informações sobre a faixa em execução. Começou a ser produzido em larga escala apenas 2 meses depois, em maio, para o lançamento na Europa e nos EUA.




1999 - Em 19 de janeiro foi lançado um celular inteligente, um smartphone baseado no pager da RIM, que incluía um teclado completo (QWERT), permitia conexão 24hs/dia e tinha suporte para mensagens instantâneas, permitindo receber e-mails a qualquer hora. O custo relativamente baixo (399 dólares) permitiu que o equipamento se transformasse em um instrumento de trabalho.

Foi lançado o HD R110 da TiVo, em 31 de março que substituiu a fita VHS por um grande disco rígido conectado à Internet, onde os programas são gravados digitalmente ao invés de em mídia analógica.

Esse recurso permitiu pausar programas de televisão ao vivo, pular comerciais e gravar uma temporada inteira de um programa, de forma simples, com alguns toques em um controle remoto. Apesar de ser um sucesso enorme no exterior não foi lançado oficialmente no Brasil.

A Intel anunciou o Pentium III, com 9,5 milhões de transistores e 1.000 MIPS.

Em 20 de março o vírus Melissa causou danos de 80 milhões de dólares nos EUA quando infectou mais de um milhão de pcs em apenas uma noite.

Um arquivo que dizia conter senhas para sites pornográficos foi distribuído no grupo de discussão alt.sex, tendo sido enviado para os 50 primeiros endereços do programa de correio eletrônico "Outlook" de computadores que estavam infectados com o vírus Melissa. Isso causou paralisação dos servidores. David L. Smith, o autor do vírus ficou preso por 20 meses.


Brasil: 1990 a 1999


Em 1990, o Brasil (.br) se conectou à NSFNET juntamente com a Argentina (.ar), a Áustria (.at), a Bélgica (.be), o Chile (.cl), a Grécia (.gr), a Índia (.in), a Irlanda (.ie), a Coréia do Sul (.kr), a Espanha (.es) e a Suiça (.ch).

Em 1991, os acadêmicos criaram os subdomínios org.br, gov.br, com.br, net.br e mil.br.

O aparelho Motorola PT-550, o Motorola MicroTAC 9800X, foi o primeiro celular vendido no Brasil, e ficou conhecido como ‘tijolão’. Foi lançado em 1989 e comercializado na década de 90.

Além da mobilidade, já tinha agenda integrada e podia identificar ligações. Possuía a peça chamada ‘flip’, que protegia o teclado quando o celular estava fechado e cobria a boca do usuário no momento em que era utilizado. A bateria permita até duas horas de ligação e 15 horas em stand-by.

A primeira conexão à internet foi efetuada em janeiro de 1991, com a presença do engenheiro Demi Getschko, que ,depois, se tornaria membro do Comitê Gestor. O acesso ao sistema foi liberado para instituições educacionais, de pesquisa e a órgãos do governo.

Em 1992 finalmente, acabou a reserva de mercado.

O Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase) e a Associação para o Progresso das Comunicações (APC) liberaram o uso da internet para ONGs. Também em 1992, o Ministério da Ciência e Tecnologia inaugurou a Rede Nacional de Pesquisa - RNP - e organizou o acesso à rede por meio de um "backbone" (tronco principal da rede). A RNP passou a operar os nós da rede no Brasil.

A realização da  ECO-92 - Conferência das Nações Unidas sobre Meio-Ambiente e Desenvolvimento, praticamente impôs ao governo brasileiro a exigência de acesso à Internet com a ONU. Assim, essa conferência foi o primeiro evento da Organização das Nações Unidas que contou com acesso à Internet, o que ajudou a viabilizar conexões permanentes entre a jovem rede acadêmica brasileira e as redes dos EUA. A RNP já se espalhava por algumas universidades os primeiros pontos de  seu "backbone".

Em maio de 1993 a BBS Canal Vip, criada em 30/10/1986 por Paulo Cesar Breim, foi o primeiro sistema do Brasil a oferecer uma conta de correio eletrônico gratuita, um e-mail, para qualquer pessoa que estivesse interessada. Mas, somente em 1995, quando a internet foi liberada para uso comercial, nasceu o canalvip.com.br, sendo o primeiro domínio comercial a ser registrado no Brasil.

A Embratel iniciou o serviço comercial de acesso à internet, abrindo inscrições para que novos usuários pudessem acessar a web por acesso discado em todo o país,

A partir de 1994 estudantes da USP passaram a criar centenas de páginas na Internet. O primeiro "backbone" atingiu todas as universidades brasileiras apenas em 1994.

No final de 1994, Sérgio Motta, então ministro das Comunicações, proibiu a Telebrás de oferecer acesso ao usuário final, por meio da norma 4/95, que considera a Internet um serviço de valor adicionado. Isso estimulou a criação de pequenos provedores por todo o país, fazendo com que 1995 seja reconhecido como o ano do lançamento da internet comercial em nosso país e, assim, usuários localizados fora das universidades puderam ter acesso à Internet.

Em maio desse ano foi lançado o primeiro jornal brasileiro na Internet, o Jornal do Brasil.

O Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br  - nasceu em 31 de maio de 1995, com várias atribuições, entre elas a de distribuir números IP e criar registro de nomes de domínio..

No começo de 1996 havia 851 domínios usando a terminação .br. E, ao final do ano, já eram 7,5 mil.

Em 1995 surgiram as primeiras redes de IRC no Brasil, fundadas por brasileiros e já conectados às redes estrangeiras, entretanto, o maior número de usuários conectados ao IRC no Brasil, nas redes BrasIRC e BrasNET aconteceu em 2001.

Posteriormente, o Orkut quase substituiu o IRC pois permitia a reunião de seus usuários em comunidades, que podiam ter fóruns e chats organizados por tópicos.

Também em 1995, aparecem os primeiros sites de empresas e sites do "Biquini Cavadão" e "Barão Vermelho" são os primeiros de música a entrar no ar.

Em maio de 1996 entrou em funcionamento o provedor Universo Online - UOL, Fori criada também a agência MediaLab. Em 1º de dezembro, foi lançado o portal e provedor de internet ZAZ. Em junho, o Banco Bradesco deu início a seu serviço de Internet.

Em 1997, pela primeira vez o imposto de renda pôde ser entregue pela internet e o Tribunal Superior Eleitoral divulgou, em tempo real, o resultados das eleições.

Ainda em 1998, o então presidente Fernando Henrique Cardoso promoveu a privatização das teles, alegando o "sucateamento" do sistema telefônico brasileiro como um dos motivos da privatização da Telebrás.

Em julho a Telebrás, que detinha o monopólio das telecomunicações, foi vendida por R$ 22 bilhões. Se desconsiderarmos a questão política e de custos, a venda da companhia para diversas empresas privadas ofereceu melhor infra-estrutura para acesso discado à Web no país.

A Link Express, subsidiária da ITSA (ex-TV Filme), foi a primeira operadora de TV por Assinatura a oferecer internet em alta velocidade (banda larga), no Distrito Federal, em março. Em dezembro do mesmo ano, a operadora atingiu aproximadamente mil assinantes.

Ajudando muito a popularizar a Internet, um provedor de São Paulo lançou o Zipmail, um serviço de email gratuito via Web.

A "Image Telecom" ofereceu internet em alta velocidade, em Uberlândia (MG). Em julho a TVA lançou o Ajato. Em dezembro de 1999, as três operadoras - TSA, Image Telecom e TVA - tinham cerca de 6,5 mil assinantes.

Em São Paulo, na 13a Fenasoft, em 19 de julho de 1999, foi lançado o acesso unidirecional, que a Rede TVA passou a oferecer (AJato). Esse acesso permitia downloads em altas velocidades, mas ainda dependia da linha telefônica para efetuar uploads. A Telefônica abriu inscrições para o Speedy em dezembro.

No mesmo ano, a Telefônica comprou o ZAZ e lançou o Terra Networks. E a rádio Jovem Pan estreou as transmissões via Web.

Ainda em 1999 a população usuária de internet no mundo ultrapassava 250 milhões de pessoas e o Brasil já tinha 2,2 milhões de usuários. O governo brasileiro lançou o programa Sociedade da Informação, para combater a exclusão digital


| Início | 1500-1799 | 1800-1899 | 1900-1939 | 1940-1949 | 1950-1959 |

| 1960-1969 | 1970-1979 | 1980-1989 | 1990-1999 | 2000-2009 | 2010-... |


| Gerações | História da informática e da Internet no Brasil |

| História: Primeiros jogos digitais | História: Unix, Software Livre, Linux |

Onde encontrar mais informação

Referências Bibliográficas - Vídeos - Imagens




Este "site", destinado prioritariamente aos alunos de Fátima Conti,
segue as regras da FDL (Free Documentation Licence),
pretende auxiliar quem esteja começando a se interessar por internet,
computadores e programas, estando em permanente construção.
Sugestões e comentários são bem vindos.
Se desejar colaborar, clique aqui. Agradeço antecipadamente.

Deseja enviar essa página?

Se você usa um programa de correio eletrônico devidamente configurado e tem
um e-mail pop3, clique em "Enviar página" (abaixo) para abrir o programa.
Preencha o endereço do destinatário da mensagem.
E pode acrescentar o que quiser.
(Se não der certo, clique aqui para saber mais).

Enviar página

Se você usa webmail copie o endereço abaixo

http://www.ufpa.br/dicas/net1/int-h199.htm

Acesse a página do seu provedor. Abra uma nova mensagem.
Cole o endereço no campo de texto.
Preencha o endereço do destinatário.
E também pode acrescentar o que quiser.

Última alteração: 27 set 2015